Faculdade de Moda: fazendo a réplica de um vestido antigo

08:00

Como já contei nesse post aqui, no último semestre desse ano o trabalho final da cadeira de História da Arte e Indumentária era fazer a reprodução de um vestido inspirado em uma obra de arte do século XIX. Eu e as gurias do meu grupo, a Lari e a Gabriela, pegamos o período Vitoriano, que foi a época de reinado da Rainha Vitória na Inglaterra. Foi um período bem importante na moda também, porque foi nesse período que o uso do preto se tornou mais popular com o luto da Rainha.

Escolher uma obra de arte desse período não foi nada fácil, porque tem muita coisa linda. Acabamos escolhendo a pintura Toilette de Jules James Rougeron, produzida em 1877. Essa aqui:



Depois disso começou o desafio para a confecção do vestido, porque até então ninguém sabia por onde começar. Comecei a pesquisar e procurar por moldes que fossem parecidos com a forma do vestido da pintura e por muita sorte achei um blog com moldes de roupas daquele período. Peguei o molde de um casaquinho que parecia ter o mesmo formato da pintura para começar a fazer os testes e ajustar a modelagem, já que o vestido é em miniatura.




Primeiros testes dos moldes em um tecido qualquer, pra ir ajustando até chegar na forma certa para o tecido real 


A escolha do tecido foi por orientação do professor, que indicou que era melhor fazer o trabalho com o tafetá, que teria o caimento mais parecido com o da obra. Foi difícil achar o tecido nas mesmas cores, mas acabamos encontrando uma cor bem parecida em Novo Hamburgo mesmo.

No começo a pessoa designada pra fazer a parte da costura era a minha mãe, mas acabei me metendo mais e costurei a maior parte eu mesma. Comecei pela parte do casaquinho e depois fiz a saia. Os detalhes das flores e aplicações na saia foram as últimas partes.




Nessa parte eu estava trabalhando nas saias.



Depois da parte de costura pronta era hora de fazer os acabamentos. O principal eram as flores que tem pintadas em todo o vestido. Primeiro pensamos em fazer à mão todas aquelas flores, mas além de não saber fazer nem ter tanto tempo pra isso fomos atrás de outra alternativa. A solução foi estampar as flores com papel transfer (aquele que é só passar o ferro em cima e a estampa 'cola' no tecido). Deu bastante trabalho mas o resultado ficou muito bom.

Aqui eu estava começando a estampar:



Depois foi só aplicar as flores de tecido ao longo de toda a parte de baixo da saia. Também foi uma etapa bem demorada, tem que ser feito tudo à mão, meus dedos já estavam todos furados por causa da agulha haha. Mas enfim o vestido estava pronto! Fiquei tão ansiosa pela entrega que até tinha esquecido de tirar uma foto dele todo pronto. Consegui tirar só na exposição, mas aí está o nosso trabalho. Fiquei muito orgulhosa de ver ele lá exposto, tão bonito!





Me conta, o que vocês acharam desse trabalho?


Ah e pra quem ficou mais curiosa e quiser ver ele de pertinho a exposição ainda está aberta!
Ela é gratuita e fica aberta até o dia 27 de março de 2015.
O Museu Nacional do Calçado fica no Campus I da Feevale, na Avenida Dr. Maurício Cardoso, 510, bairro Hamburgo Velho, em Novo Hamburgo.
Horários para visitação: de segunda a sexta-feira das 14h às 18h e das 19h às 22h e, aos sábados, das 9h às 12h.



You Might Also Like

4 comentários

  1. Aiiin, que lindo <3 Amo a período Vitoriano, e esse vestidos... beijão :*

    www.maquiandopensamentos.com.br

    ResponderExcluir
  2. Nossa ficou lindooo!!! Parabens pra você e suas amigas!

    estilodesobrababy.blogspot.com

    ResponderExcluir