Faculdade de Moda: Desenvolvendo estampas

12:21

Olá pessoal! Fazia um tempão que eu não falava mais sobre a faculdade por aqui né?! Pois é, o ano mal começou e os trabalhos já estão bombando. Estou fazendo disciplinas muito legais esse semestre e acho que vou ter muitas coisas bacanas pra mostrar pra vocês depois!

Uma das disciplinas que estou fazendo é História da Arte e da Indumentária II, uma continuação da cadeira que fiz semestre passado, onde a gente estuda a história da moda através da história da arte. Na disciplina do ano passado, estudamos desde a pré-história até o século 19, e este ano começamos ver a partir do século 20.


Já nas primeiras semanas de aula tivemos que fazer alguns trabalhos de pesquisa e a partir deles começamos a desenvolver outro trabalho envolvendo a criação de algumas estampas que mais tarde seriam aplicadas a um produto de moda.

Funcionou assim: todos deveriam fazer uma pesquisa sobre a vida e obra de Paul Poiret (lembrado como o grande estilista que mudou a silhueta da mulher, livrando-a do espartilho) e de Gustav Klimt (pintor simbolista que foi o principal nome da art nouveau, vale a pena a pesquisa!). Conhecendo o contexto do movimento Art Nouveau, deveríamos escolher uma obra de algum artista desse movimento e a partir dessa obra criar 10 estampas.


A gente só podia escolher dois fragmentos da obra e a partir desses fragmentos desenvolver as estampas, repetindo, esticando, colorindo, fragmentando mais um determinado pedaço... e por aí foi.


A obra que eu escolhi foi a pintura A Virgem, de Gustav Klimt. É uma obra que retrata o amadurecimento da mulher ao longo da sua vida, ela é bem colorida, tem elementos muito bonitos e achei que seria muito bom de trabalhar com ela.

Os fragmentos que eu escolhi foram de detalhes bem pequenos do quadro e fui repetindo e cortando eles para criar as 10 estampas.




Na hora de fazer a aplicação em algum produto, decidi fazer algo simples, já que tinha somente uma semana pra entregar. Estampar em tecido em alguma empresa especializada iria demorar muito, então decidi fazer em casa mesmo usando o papel transfer (já mostrei como ele funciona aqui).


Queria fazer algo diferente, tive várias ideias (capinha de celular, agenda...) mas acabei decidindo fazer uma bolsa pequena. Usei um material que a minha mãe tinha em casa pra fazer o corpo da bolsa e a 'tampa' fiz com a estampa. Fiquei apaixonada pelo resultado! Depois resolvi fazer também um caderninho pra mim com outra estampa.


Adorei fazer esse trabalho e quero ver o que vem agora pela frente. Aqui embaixo estão os trabalhos de alguns colegas:


Me conta nos comentários o que tu achou desse trabalho e se tu quiser saber mais alguma coisa sobre a faculdade de moda é só perguntar!



You Might Also Like

0 comentários